Notícias

Galaxy Fold – Especialistas do iFixit falam sobre o problema que afeta o aparelho

O Galaxy Fold é o primeiro smartphone dobrável da Samsung, e este tem apresentado problemas em sua tela, com isso sofreu um recall e teve seu lançamento adiado. Agora, a equipe do iFixit analisou o flagship e falou sobre o problema.

O dobrável da Samsung foi anunciado com uma nova proposta ao usuário, e definitivamente foi preparado para ser uma receita de sucesso, mas novamente a gigante sul-coreana vive um pesadelo, o iFixit comprovou a fragilidade do aparelho.

Galaxy Fold – Construção e Tela

De acordo com o iFixit, as telas OLED são muito frágeis e podem ser danificadas por uma série de coisas simples, como pressão ou umidade, e se for danificada, não será um dano localizado, mas uma falha que pode danificar de forma fatal todos o seu material.

Samsung Galaxy Fold aberto.
Tela do Galaxy Fold não possui marcação para guiar seu fechamento. (Foto: Divulgação)

Sua tela não possui nenhuma linha de marcação ao centro para guiá-lo quando for dobrado, isso beneficia a estética do flagship, mas sem essa marcação, a pressão ao fechar o aparelho é aplicada de forma aleatória, e isso pode causar torções no visor, danificando o dispositivo.

Dobradiça inferior da tela do Galaxy Fold.
No Galaxy Fold há pequenas aberturas na base e no topo de sua tela dobrável, onde podem entrar sujeira e partículas que levariam a tela à ser danificada. (Foto: Divulgação/The Verge)

Além da tela do Fold ser frágil, há outro problema: sua construção. Em sua dobra a tela apresenta espaços onde é muito fácil entrar sujeira, poeira e qualquer outra partícula, e isso por si só é o suficiente para causar danos no dispositivo, afinal nessa área a tela será dobrada e, com isso, pressionada contra qualquer coisa que esteja abaixo dela.

Galaxy Fold – Protetores de Tela Pré-Instalados

Das unidades do dispositivo que sofreram danos, três delas passaram por problemas devido a remoção de uma camada de polímero que a Samsung não pretendia remover.

Essa camada não foi feita para ser removida por mãos humanas, e ao forçar sua remoção, os dedos e unhas pressionam de forma irregular a superfície subjacente, e o resultado, é claro, é uma tela OLED muito danificada.

Galaxy Fold – Testes com Robôs

Outro ponto destacado pelos especialistas do iFixit foram os testes executados pela Samsung no aparelho, isso porque eles foram realizados por robôs em uma sala limpa e monitorada, e não por pessoas.

Os robôs da Samsung, que a empresa afirma dobrar os dispositivos de teste 200.000 vezes, estão pressionando com uma pressão perfeitamente uniforme através das placas externas do telefone, e abrindo com a mesma força.

iFixit

Fica claro que há uma grande diferença entre o teste realizado por um robô em um ambiente monitorado e por mãos humanas em situações reais, como em um almoço ou mesmo no metrô.

Tendo em vista os problemas enfrentados pela Samsung, é muito provável que outras fabricantes que também estão trabalhando em dobráveis, como a Huawei e a Motorola, estejam muito atentas para evitar que estes problemas também ocorram em seus dispositivos.

Fonte: iFixit

Sobre o autor

Matheus Henrique é o Fundador e o Content Manager do Mobile Bit. Profissional na área de gerenciamento e criação de web sites na internet, também trabalha na publicação de notícias do site.
    Posts Relacionados
    Notícias

    Bateria de Grafeno já está pronta para ser usada em smartphones

    Notícias

    Xiaomi Mi 10 deve ser lançado com câmera de 108 MP

    Notícias

    Nokia 1.3 recebe certificação no FCC indicando lançamento iminente

    Notícias

    Galaxy A60 e M40 devem receber o Android 10 antes do previsto