Ghost of Tsushima chega ao PC em maio: requisitos mínimos e recomendados

Matheus Henrique - Editor
Ghost-of-Tsushima-PC

A aclamada aventura samurai do PlayStation, Ghost of Tsushima, estará disponível para PC a partir de 16 de maio de 2024, na versão Director’s Cut. A versão inclui todos os elementos e melhorias já lançados para as plataformas PS4 e PS5, além de permitir crossplay e a importação de progressos salvos.

Ghost of Tsushima para PC promete levar a experiência dos jogadores a um novo nível, oferecendo suporte para tecnologias como NVIDIA DLSS 3, AMD FSR 3, e Intel XeSS upscaling.

A versão também é otimizada para monitores ultrawide, suportando resoluções de 21:9, 32:9, e até 48:9 para setups de três monitores, garantindo uma imersão visual sem precedentes.

Uma grande inovação é a integração com a interface PlayStation, que permite aos jogadores acessar informações de troféus, progresso no jogo, lista de amigos e recursos de captura diretamente no PC.

ghost of tshushima interface

Para aqueles que já jogaram Ghost of Tsushima nas plataformas PlayStation, será possível desbloquear automaticamente os troféus já conquistados na versão para PC, utilizando a mesma conta PSN.

Requisitos de Sistema

Para garantir que os jogadores possam aproveitar Ghost of Tsushima em seus PCs, a Sony divulgou os requisitos mínimos e recomendados:

Requisitos Mínimos

  • Sistema Operacional: Windows 10 de 64 bits
  • Processador: Intel Core i3-7100 ou AMD Ryzen 3 1200
  • Memória RAM: 8 GB
  • Placa de Vídeo: Nvidia GeForce GTX 960 4GB ou AMD Radeon RX 5500 XT
  • Armazenamento: 75GB de espaço disponível (recomendado SSD)

Requisitos Recomendados

  • Sistema Operacional: Windows 10 de 64 bits
  • Processador: Intel Core i5-8600 ou AMD Ryzen 5 3600
  • Memória RAM: 16 GB
  • Placa de Vídeo: Nvidia GeForce GTX 2060 ou AMD Radeon RX 5600 XT
  • Armazenamento: 75GB de espaço disponível (recomendado SSD)
Compartilhe
local gravatar
Por Matheus Henrique Editor
Me Siga:
Matheus Miranda é jornalista especializado em tecnologia e fundador do Mobile Bit. Desde 2013, ele dedica-se a reportar as últimas novidades do universo de smartphones e dispositivos eletrônicos, oferecendo ao público análises aprofundadas e cobertura atualizada dos principais desenvolvimentos do setor.