Apple revela linha de processadores M3 e anuncia novos MacBook Pro e iMac

Matheus Henrique - Editor
apple m3 anuncio

A Apple fez um anúncio significativo na última segunda-feira (30), introduzindo sua terceira geração de chips proprietários, a linha M3.

Com até 92 bilhões de transistores e construída na litografia de 3 nanômetros, a nova geração promete avanços consideráveis em desempenho de CPU e GPU.

A empresa também aproveitou a ocasião para apresentar atualizações para o MacBook Pro e o iMac.

Os novos chips M3

apple-m3-lancamento
  • M3: Até 8 núcleos de CPU e até 10 núcleos de GPU, com até 24 GB de memória unificada.
  • M3 Pro: Até 12 núcleos de CPU e até 18 núcleos de GPU, com até 36 GB de memória unificada.
  • M3 Max: Até 16 núcleos de CPU e até 40 núcleos de GPU, com até 128 GB de memória unificada.

Novos MacBook Pro

macbook pro

O recém-lançado MacBook Pro mantém o design consagrado do modelo anterior, mas introduz a nova cor Space Black, que além de estética, promete ser prática ao reduzir as marcas de dedos.

Disponível em 14 e 16 polegadas com a impressionante tela Liquid Retina XDR, o MacBook Pro estabelece um novo recorde de autonomia de bateria para a linha, alcançando até 22 horas de uso contínuo.

Em termos de desempenho, a Apple assegura que o novo MacBook Pro é até 60% mais rápido que a geração anterior com chip M1.

A performance em softwares profissionais é notável. No Final Cut Pro, o MacBook Pro com M3 é 7,4 vezes mais rápido que a versão com Intel Core i7.

No Xcode, a velocidade é 3,7 vezes superior, e no Excel, o desempenho é 3,5 vezes melhor.

Preço no Brasil

Estes são os preços anunciados para o mercado brasileiro:

  • MacBook Pro de 14″: a partir de R$ 18.499 (M3) ou R$ 22.999 (M3 Pro).
  • MacBook Pro de 16″: a partir de R$ 28.999 (M3 Pro) ou R$ 38.999 (M3 Max).

A versão mais avançada do MacBook Pro de 16″ com chip M3 Max, 128 GB de memória unificada e 8 TB de SSD tem o preço estipulado em R$ 75.999.

Desempenho e Inteligência Artificial

apple m3 eficiencia

A linha M3 destaca-se pelo desempenho de CPU até 30% mais rápido em comparação com a linha M1, e os núcleos de eficiência superam a geração anterior em até 50%, atingindo o mesmo desempenho multithread com metade da energia. O Neural Engine dos novos modelos é até 60% mais rápido, o que implica em maior agilidade em tarefas de machine learning e IA.

Os chips M3 também suportam aceleração de hardware para codecs de vídeo modernos e possuem suporte ao decodificador AV1, otimizando o consumo de energia durante o streaming de vídeo.

E o iMac?

imac vermelho

O iMac de 24 polegadas, conhecido por seu design elegante e cores vibrantes, agora está mais poderoso com a inclusão do novo chip M3.

Com preços iniciando em R$ 14.499 no Brasil, o iMac oferece uma gama de configurações que podem ser personalizadas até 24 GB de memória unificada e 2 TB de SSD.

A adição do suporte para Wi-Fi 6E é um passo adiante na conectividade, prometendo uma experiência de internet mais rápida e estável.

A Apple destaca que o desempenho do iMac com o novo chip M3 é até 30% mais rápido no navegador Safari, e os jogos podem se beneficiar de taxas de quadros até 50% mais rápidas.

Ray Tracing e Dynamic Caching

A Apple está claramente focada em solidificar o Mac como uma plataforma de escolha para os entusiastas de jogos, trazendo a tecnologia de Ray Tracing para a linha M3.

Esta tecnologia, que já é uma característica marcante nos consoles de jogos de última geração e PCs de alto desempenho, permite efeitos de iluminação e sombras mais realistas, proporcionando uma experiência visual mais rica e imersiva.

Com a introdução do Ray Tracing baseado em hardware nos Macs, a Apple promete não apenas melhorias visuais, mas também uma otimização na performance, permitindo que os jogos rodem com maior fluidez e detalhamento gráfico.

O Dynamic Caching é uma inovação que permite à GPU gerenciar de forma inteligente a alocação de memória. Isso significa que a GPU pode ajustar dinamicamente a quantidade de memória utilizada para otimizar o desempenho em diferentes tipos de tarefas.

Para atividades que exigem menos recursos, como tarefas de escritório ou navegação na web, o sistema usará menos memória, enquanto que para tarefas mais exigentes, como jogos ou edição de vídeo, mais memória será alocada.

Compartilhe
local gravatar
Por Matheus Henrique Editor
Me Siga:
Matheus Miranda é jornalista especializado em tecnologia e fundador do Mobile Bit. Desde 2013, ele dedica-se a reportar as últimas novidades do universo de smartphones e dispositivos eletrônicos, oferecendo ao público análises aprofundadas e cobertura atualizada dos principais desenvolvimentos do setor.