EUA mantêm proibição de importação do Apple Watch Series 9 e Ultra 2

apple watch series 9 cores

O governo dos Estados Unidos, nesta terça-feira (26), confirmou a continuidade da proibição de importação das versões mais recentes do Apple Watch, os modelos Series 9 e Ultra 2.

A decisão segue a ordem da Comissão de Comércio Internacional dos EUA (ITC) e foi mantida sem veto pela administração de Joe Biden, conforme anunciado pela Representante de Comércio dos EUA, Katherine Tai.

A ITC já havia negado um pedido da Apple para suspender a proibição, e a recente confirmação do governo reforça essa decisão. A medida proíbe a importação e venda dos smartwatches da Apple equipados com a tecnologia de medição de oxigênio no sangue, em resposta à violação de patente pela empresa, identificada em um processo movido pela Masimo.

As consequências para a Apple

apple watch 9 oficial

Apesar da proibição afetar as vendas diretas da Apple, os modelos ainda estão disponíveis em redes varejistas enquanto os estoques durarem. Paralelamente, a Apple busca reverter a decisão no Tribunal de Apelações do Circuito Federal dos EUA.

A suspensão das vendas foi motivada pela acusação da Masimo de que a Apple copiou sua tecnologia de oximetria de pulso. A Apple está considerando mudanças de software no sensor SpO2, que poderiam ser implementadas via atualização, enquanto uma negociação entre as empresas permanece como uma alternativa.

A restrição se limita aos modelos mais recentes da linha Apple Watch. Modelos como o Apple Watch SE e versões anteriores seguem disponíveis para venda nos EUA.

Compartilhe
Me Siga:
Matheus Miranda é jornalista especializado em tecnologia e fundador do Mobile Bit. Desde 2013, ele dedica-se a reportar as últimas novidades do universo de smartphones e dispositivos eletrônicos, oferecendo ao público análises aprofundadas e cobertura atualizada dos principais desenvolvimentos do setor.