Nvidia lança novas GPUs RTX A400 e A1000, veja os novos recursos

nvidia lancamentos

A Nvidia anunciou o lançamento de dois novos modelos de GPUs, as RTX A400 e RTX A1000, que são baseadas na arquitetura Ampere e projetadas para aumentar a produtividade em aplicações de inteligência artificial. Com avanços significativos em desempenho e eficiência energética, essas GPUs atendem às necessidades de processamento gráfico avançado.

As novas GPUs já têm datas de lançamento definidas: a RTX A400 estará disponível a partir de maio, enquanto a RTX A1000 já pode ser adquirida através de parceiros internacionais. Ambos os modelos foram projetados para uso em desktops.

Essas GPUs se destacam pelas aplicações em inteligência artificial. Elas incorporam gráficos de recursos de computação avançados que são essenciais para processos criativos e tarefas que envolvem renderização com ray tracing. As placas são equipadas com núcleos de 2ª geração e Tensor de 3ª geração, oferecendo suporte robusto para IA.

RTX A400

A RTX A400 é a opção mais acessível, equipada com 4GB de VRAM e 24 núcleos Tensor. Esta configuração proporciona os recursos necessários para tarefas de criação de imagens e edição de vídeos. A placa também inclui quatro saídas de exibição, ideal para ambientes que requerem exibição de alta densidade, como serviços financeiros e transporte.

RTX A1000

nvidia a1000

A RTX A1000 é uma GPU mais potente, com 8 GB de VRAM e 72 núcleos Tensor. Este modelo é capaz de entregar até três vezes mais desempenho em aplicações que envolvem IA generativa, como o Stable Diffusion.

Além disso, possui 18 núcleos dedicados ao processamento de ray tracing e se destaca no processamento de vídeo, lidando com até 38% mais fluxos de codificação e oferecendo desempenho de decodificação duas vezes mais rápido do que sua geração anterior.

Importante destacar que ambas as GPUs operam com apenas 50 W de potência, fazendo delas opções econômicas e menos consumidoras de energia em comparação com outros modelos do mercado, como a série RTX 2000 Ada Lovelace, que consome 70 W.

FONTE:NVIDIA
Compartilhe
Me Siga:
Matheus Miranda é jornalista especializado em tecnologia e fundador do Mobile Bit. Desde 2013, ele dedica-se a reportar as últimas novidades do universo de smartphones e dispositivos eletrônicos, oferecendo ao público análises aprofundadas e cobertura atualizada dos principais desenvolvimentos do setor.