Intel revela nova microarquitetura Lunar Lake na Computex 2024

lunar lake lancamento

Nesta segunda-feira (03), durante a Computex 2024, a Intel apresentou sua nova microarquitetura de núcleos de eficiência (e-cores) e núcleos de performance (p-cores) da família de chips Lunar Lake. A empresa promete avanços significativos em termos de eficiência e desempenho com essas inovações.

Os núcleos de eficiência, conhecidos como e-cores, utilizam a estrutura Skymont. Já os núcleos de performance, ou p-cores, são baseados na estrutura Lion Cove. Cada chip Lunar Lake conta com um total de oito núcleos, sendo quatro de eficiência e quatro de performance.

E-cores: Skymont

lunar-lake-skymont

Os e-cores Skymont são projetados para aumentar a escalabilidade das operações do dispositivo e melhorar a capacidade VNNI (Vector Neural Network Instructions). Essas instruções são cruciais para o desempenho de aplicações que utilizam redes neurais.

P-cores: Lion Cove

Os p-cores Lion Cove focam em aumentar o IPC (Instruções por ciclo), que mede quantas operações o chip processa a cada ciclo de clock. O aumento do IPC é um dos principais avanços trazidos pelas novas microarquiteturas, com a Intel reportando aumentos de dois dígitos em comparação com a estrutura Crestmont da família Meteor Lake.

lion cove intel

Além dos novos núcleos, a família de chips Lunar Lake inclui a nova unidade de processamento gráfico Xe 2, a NPU 4 (unidade de processamento neural) e a IPU (unidade de processamento de imagem). Segundo a Intel, essas tecnologias combinadas trazem uma eficiência x86 “sem precedentes”.

Lançamento e disponibilidade

De acordo com a Intel, os processadores Lunar Lake serão lançados em dispositivos com inteligência artificial a partir do terceiro trimestre de 2024. Esses novos chips estão sendo desenvolvidos para oferecer desempenho superior e maior eficiência energética, atendendo às necessidades de PCs modernos e dispositivos inteligentes.

Compartilhe
Me Siga:
Matheus Miranda é jornalista especializado em tecnologia e fundador do Mobile Bit. Desde 2013, ele dedica-se a reportar as últimas novidades do universo de smartphones e dispositivos eletrônicos, oferecendo ao público análises aprofundadas e cobertura atualizada dos principais desenvolvimentos do setor.